quinta-feira, julho 24, 2008

Pensava sobre tudo que já tinha vivido, as tristezas e principalmente as alegrias - como ela era feliz antes de tudo! Era feliz e leve, era mais do que um sopro de alma em um corpo triste, ela era tudo!
Tinha tudo o que precisava, tinha o amor de quem precisava ter, tinha as palavras e as vozes, tinhas até as brigas bobas.
Hoje ela tem muito e nada. Tem um amor e é feliz mas em casa é um suspiro, uma voz que cala e sofre.
Nada muda, nunca mudará - Isso é o que mais dói nela - os fatos.
São frios, duros e ásperos.



Palhacita
Técnica: Caneta nanquim recarregável 0,01, caneta nanquim descartável 0,2, nanquim e tinta acrílica sobre papel lay-out

" Cansei de algumas coisas, cansei de tentar agradar, cansei de sentir pela distância e de só eu sentir - Hoje cheguei a conclusão de que estou livre, de que quero essa liberdade de sentimentos, irmãos são os amigos que escolhemos e que podemos contar em todos os momentos e não somente os que pelos laços de sangue nos são impostos e que só sabem maltratar a cada nova oportunidade.
O meu silêncio é um silêncio de liberdade, não tenho que pedir desculpas pelo que não fiz nem que implorar por um amor fraterno que nunca tive e que nunca terei - ultrapasso mais esse obstáculo em minha vida. Chega. O que é É e basta."

10 comentários:

BAH disse...

Que bonito.Adorei!

(Tô meio angustiada).

Meu pai não está falando comigo...
Nunca nos demos bem.

Melhor parar por quei, estou meia sentimental, chorando muito.

mas estou feliz.

Beijos.
Fique bem.

Bárbara disse...

Tô bem melhor em relação ao meu namoro. Estou me resolvendo.
Obrigada :)

Te adoro!
Beijoca.

Mau Añez disse...

Oi Gicelle, tudo!

Bah, vi que tu também estuda artes, faz quanto tempo já?! eu estou para me formar no ano que vem, finalmente!!! gostei dos teus trabalhos também, gosta de pintura e gravura... gravura em metal é o que mais gosto das gravuras!!!

Te agradeço pelos teus comentários no tntema, valeu!!!

Meu blog: www.mauricioanez.blogspot.com

Abraço

Paulo Barbosa disse...

Acompanho sempre seus desenhos. Um dia você ainda fará uma exposição com todos eles, intitulada "Máscaras". Fica a sugestão. Abraço

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE SONHOS ILUSTRADOS disse...

Família...sempre em cada casa um conflito..aqui..ou na china..aqui...ou na lua...família.
Pegamos o barco e remamos...remamos..remamos até cansar e quando cansamos, voltamos pro porto seguro..essa é a família!! BJS..desenhos da alma...parabéns!!!

Fernando Raposo disse...

Obrigadão pela visita e pelo comentário. Também gostei bastante daquela arte. Acabei optando em aplicar mais uma vez o tom envelhecido na última arte que enviei para o TNT. O tema circo é bem legal e abre um grande leque de opções.
Bjos!!!

Bellajubellaisabella disse...

Quem disse que tarde é tarde?
Meu comentário sobre seu comentário em meu blog nada comentado é tardio, mas veio! Obrigada pelas opimiões capilares, rs. Um dia vc corta o seu tbm, dá uma sensação de liberdade passageira como tomar chuva de verão.
Gostei desse último texto seu. A gente começa a TER tanto e SER cada vez menos com o passar dos anos.
Porém, a busca está nisso aí! Não desista, tantos já desistem todos os dias.

Boa sorte com suas ilustrações :)

Saulo de Brito (Griffin) disse...

Ilustrações poderosasamente expressivas, a redundância ou pleonasmo, ambos seriam bastante necessários para descrever sua arte e palavras!

Fernando Raposo disse...

Mais uma vez, agradeço a visita e o comentário. Também gostei muito da arte. Gostei tanto que vou desenhar mais personagens de circo seguindo a mesma linha. Em breve estarei postando mais um. é só conferir.

Bjo.

Amanda Santos disse...

Está linda a pintura professora.
Não sei se quando pintou pensou nisso, mas o branco parece representar bem o silêncio que diz o texto. É minha opinião né. Os detalhes, principalmente próximos aos olhos, lembram um pouco "confusão" (de sentimentos talvez). Pode ser que esteja influenciada pelo texto, mas me pareceu isso. Fato é que é linda.