sábado, agosto 02, 2014

Naquele Inverno, o sol começou a brilhar de novo?

Estou sumida aqui do blog, tenho vontade de vir escrever, mas as obrigações do dia-a-dia tem tomado muito do meu tempo e muitas vezes prefiro ficar com minhas palavras, pensamentos e sentimentos guardadinhos dentro de mim. Eu penso muito, eu sinto muito, isso tantas vezes é bom, mas outras tantas também é ruim, minha imaginação, meus sonhos, todos estão aqui, o tempo todo comigo. Perdi meu cachorro Dentes em 13 de Junho, foi muito difícil. Antes dele partir, foram 6 meses de muito sofrimento, desde que voltei da Irlanda em 2012, ele vinha mexendo muito em seu rabo, tentei de tudo, tinha muita pulga, conseguimos dar fim nelas, mesmo assim ele continuou obsessivo pelo rabo, teve que usar o colar elisabetano por mais de 1 ano, no início desse ano o rabo piorou, em um dia ele comeu um pedaço de seu rabo, corri na veterinária, tivemos que amputar o rabo, daí por diante nossas vidas foram sofrimento, é uma região de cicatrização ruim, ele se arrastava no chão, sangrava muito, meu bichinho sofreu muito, começou a ter problemas na pele, foi definhando, eram banhos no local quase todos os dias, meu pai me ajudava, antibióticos, gastos sem fim. Ele envelheceu muito com tudo isso, seus olhos já não sorriam mais para mim, era como se pedissem por paz. Meu irmão tentou, levou ele no Hospital Público, disseram que ele estava bem, que eram fungos na pele, passaram mais remédios e banhos. Na mesma semana em que parecia começar a melhorar, ele morreu. Finalmente parou de sofrer. Fazia tempo que eu não sentia tão fundo uma perda. Meu cachorrinho de 15 anos, meu companheiro que sorria para mim, que me recebia pulando sempre, tinha partido. Foi um difícil 1º semestre, meu gato Nenem está com câncer, todas as noites peço que ele não sofra, que a doença não judie dele, não se tem muito o que fazer. Ele retirou um olho em Janeiro e tenho cuidado para que ele seja feliz aqui comigo, com o Paulo e com a Lolla, nossa gatinha de 1 ano. 

Tenho desenhado cada vez mais, poucos são os dias em que não desenho, é a primeira vez na minha vida que o desenho é uma constante. Isso é ótimo, tenho melhorado muito! Eu sempre fui quem eu sou, sempre quis desenhar, mas quando criança, adolescente e jovenzinha, achava que não era boa o suficiente e muitas vezes ficava quieta, imaginava mas não desenhava, gostava da sensação de ter algo só meu, que só eu conhecia. É meio louco, mas era assim. Hoje não, eu desenho, coloco pra fora até os desenhos mais toscos e bobos, claro que esses eu não publico nem no facebook, nem aqui... são os meus estudos, até os mais bobos podem um dia render um bom desenho. 
Continuo dando aulas, hoje sou uma Professora melhor, tenho melhorado a cada dia, a professora que eu fui no passado, parece uma sombra perto da que sou hoje. :) Cansa ser professora, fica cansada, sem energias, parabenizo quem se aposenta nessa profissão. São heróis sem reconhecimento.  
Quem entra aqui pode ver que escrevo desde 2005, 2006... uma loucura, tanta coisa aconteceu, tanta coisa acontece. A impressão que tenho é de que o tempo tem corrido mais rápido para mim, para os meus sonhos, para as pessoas e as vidas de quem eu amo. 
Vou postar os desenhos que fiz nesse ano. 
Tentarei estar mais presente aqui no blog, escrevendo sobre os desenhos, os materiais que eu uso, minhas influências, as músicas que gosto de ouvir enquanto crio... essas coisas, não sei se há curiosidade sobre isso, mesmo assim, vou escrever. :) Minha página com ilustrações é https://www.facebook.com/GiArchanjo
















Ilustração que fiz para o SOS Gatinhos - para ajudar nas despesas

Homenagem ao meu Dentes - meu cachorrinho querido. 


2 comentários:

Gustavo Alvarez disse...

mas continua muito lindo seu blog...
muitos detalhes e links e
bonitices...

Abç

Gustavo
ps: volta que eu vou vir sempre aqui.

Anônimo disse...

você desenha pra caralho!! parabéns